Intercambio

Intercâmbio em Dublin: as 5 dúvidas mais comuns!

Ao começar o planejamento do seu intercâmbio em Dublin vão surgir dezenas de questionamentos, como o famoso “quanto custa o intercâmbio?” ou “preciso falar inglês para fazer intercâmbio?”! Nós recebemos semanalmente várias perguntas como estas, que podem ser as suas também, por isso escrevemos esse post com as 5 dúvidas mais comuns!

Bom, se você chegou até aqui deve estar pensando em fazer um intercâmbio em Dublin, certo?! Isso é ótimo e nós vamos te ajudar a realizar esse sonho! Acredite, não é tão difícil quanto você pensa! Centenas de estudantes brasileiros embarcam todo ano e você só precisa se planejar para ir também!

Depois que terminar de ler esse post, dá uma olhadinha nos outros que temos por aqui, falamos sobre vários temas, que vão te ajudar com a fase do planejamento!

Leia também:
Quanto custa viver em Dublin: gastos com moradia, alimentação e transporte!
Escolas para estudar em Dublin: qual é a melhor para você?

Prontxs para conferir as 5 dúvidas mais comuns sobre intercâmbio em Dublin?

Dúvidas sobre intercâmbio em Dublin

Quanto custa um intercâmbio em Dublin?

Sem sombra de dúvidas essa é a pergunta mais comum e é completamente natural fazer esse questionamento, visto que é preciso dinheiro para embarcar na experiência.

Para valores mais específicos, peça um orçamento para nossos consultores.

Resumidamente, a resposta é depende. Os custos do intercâmbio vão depender da duração do mesmo, da escola escolhida, da acomodação e do estilo de vida de cada intercambista. Assim, abaixo vamos te passar uma estimativa de valores, mas !

Para fazer intercâmbio em Dublin, com 1 mês de duração, em uma escola custo x benefício e morando em residência estudantil, o intercambista vai gastar a partir de R$5.000 (curso + acomodação). Fora esse valor é preciso acrescentar os gastos com a passagem aérea, passaporte, alimentação e lazer.

Já, para intercâmbio de estudo + trabalho, o estudante vai gastar a partir de R$10.000 com a escola, sendo que serão 6 meses de curso. Além disso, é preciso comprovar que possui 3.000 euros (não necessariamente vai gastá-los) e calcular os gastos com hospedagem + passagem aérea + alimentação + lazer. Neste caso, o principal ponto positivo é que o intercambista poderá trabalhar enquanto estuda e assim custear seus gastos durante o curso.

Dessa forma, é possível concluir que você precisará de, no mínimo, R$9.000 para fazer o intercâmbio de 1 mês e, pelo menos, R$16.000 para o intercâmbio de 6 meses (não contando com os 3.000 euros).

Preciso falar inglês para fazer intercâmbio em Dublin?

A reposta mais rápida é não, você não precisa falar inglês para fazer um intercâmbio de idiomas na Irlanda. Pensa comigo, se o intuito é aprender inglês, qual a lógica um dos pré-requisitos ser falar inglês?! Não faz sentido!

Muitas pessoas acham que é preciso saber inglês para fazer intercâmbio, mas não é bem assim…

Contudo, existem algumas exceções. Por exemplo, se o objetivo for fazer um curso de inglês para negócios ou curso preparatório para exame do IELTS, TOEFL e Cambridge, será preciso sim falar inglês, visto que tais cursos possuem um nível mínimo exigido.

Outra exceção é com relação a intercâmbio para fazer curso de ensino superior (graduação, mestrado ou doutorado). Neste caso é imprescindível falar o idioma, sendo preciso provar que você tem determinado nível.

Qual a idade mínima e máxima para fazer intercâmbio?

Via de regra, não existe uma idade mínima ou máxima para fazer intercâmbio de idiomas. As exceções dizem respeito a programas específicos, como high school.

Pensando na idade mínima e colocando no papel o custo x benefício dos vários tipos de intercâmbio, os mais interessantes são aqueles voltados para o público adulto, ou seja, a partir de 18 anos. Geralmente, os intercâmbios para menores de 18 anos são mais caros e mais restritos, visto que alguém precisa ser responsável pela criança/adolescente.

Já, quando o fator é idade máxima para curso de idiomas, não existe uma idade limite. Inclusive, várias escolas já têm turmas especiais para adultos com mais de 40 anos e terceira idade. O objetivo dessas turmas é fazer com que as necessidades e momento de vida dos alunos seja similar, pois é notório que um jovem possui mais facilidade de aprendizado do que um idoso.

Via de regra, não tem idade mínima ou máxima para fazer intercâmbio.

É possível trabalhar durante o intercâmbio de 1 a 3 meses?

Só existe uma resposta: não.

Não é possível trabalhar legalmente durante o intercâmbio de 1, 2 ou 3 meses. O governo irlandês somente dá permissão de trabalho para estudantes de cursos de idiomas que vão fazer o programa de estudo + trabalho, ou seja, aquele cuja duração é de, no mínimo, 6 meses.

Em outros países, como a Nova Zelândia e Austrália é possível estudar e trabalhar fazendo intercâmbio de menos de 6 meses

Oito meses é o tempo máximo do intercâmbio de estudo e trabalho?

Para fechar a lista de dúvidas sobre intercâmbio em Dublin, temos esta pergunta a respeito da renovação do visto. A resposta é NÃO. O intercambista poderá renovar o curso e o visto por mais dois períodos, ou seja, poderá ficar legalmente por 2 anos na Irlanda. Para isso, é preciso que continue matriculado em um curso de idiomas.

Assim, se você achar que 8 meses não será tempo suficiente para aprender o idioma, já pode se programar financeiramente para ficar mais tempo. Caso queira ficar mais do que 2 anos o até mesmo morar permanentemente, uma alternativa é fazer uma faculdade, mestrado ou outra especialização.

Leia também:
Como encontrar acomodação em Dublin: as 5 dúvidas mais comuns!
Estudar e trabalhar na Irlanda: como escolher a cidade ideal?

Prontinho! Conseguimos responder algumas dúvidas suas sobre intercâmbio em Dublin? Ainda tem mais um milhão de perguntas? Calma, a gente vai te ajudar! Manda mensagem para um de nossos consultores, que são especialistas em intercâmbio na Irlanda, e fale todas as suas dúvidas, combinado? Se quiser saber valores, eles podem te responder também, bem como sugerir escolas, cursos e o que mais você precisar.

É isso então… até mais!